A decisão é sempre tua!

O Francisco veio ter comigo porque a mãe achou que sim… mas assim que entrou na minha sala eu percebi que o Francisco não tinha vontade alguma de estar alí.

Foi uma sessao simples.

Assim que nos apresentamos perguntei – lhe:

– Não tens vontade de estar aqui, certo ? Vens porque a tua mãe quer que venhas ?

– sim- assumiu envergonhado

Fiquei feliz por conhecer a sinceridade do Francisco , que sem mais ser preciso, mostrou ter o essencial para criarmos uma relação saudável: ser verdadeiro.

Em respeito à sua honestidade respondi:

– Fico feliz por a tua sinceridade e se concordares fazemos o seguinte: eu não tomo muito do teu tempo, vou explicar te o que faço e as minhas capacidades neste tipo de relacionamento e após esta conversa, serás tu quem vai decidir se eu te poderei ser útil ou não. Parece te bem ?

– ok pode ser. – respondeu mais descontraído.

Já estivemos juntos mais vezes e eu sou muito grata ao Francisco por confiar e me permitir crescer com ele.

Ele também já me disse:

-Foi muito importante esta primeira consulta. Aprendi a não rejeitar à partida uma proposta por achar saber do que se trata, agora entendo como facilmente podemos perder oportunidades e acima de tudo ganhei consciência do valor do meu poder de decisão.

Grata Francisco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s