Posso Transmutar Emoções ???

20190212_110600
Insira uma legenda

A Gestão de emoções só é possível quando nos permitimos sentir. Trazer às palavras, escrever sobre elas, não ter medo de parecer mal. Só me posso libertar de uma emoção toxica se a enfrentar.   A Patricia ainda que com algum receio,  partilhou uma raiva:

-Sei que não é bom sentir raiva- disse-me

-Pior é ter medo de a sentir e reprimir- respondi – quando nos permitimos sentir, abrimos a possibilidade de observar como a raiva se movimenta em nós !

-Ainda por cima é uma raiva de uma coisa que não tem nada a ver comigo, pelo menos directamente! – disse enraivecida

-O assunto pode não ter nada a ver contigo, mas se te desperta raiva é porque os sentimentos e emoções envolvidos, significam algo muito importante para ti!

-Sim faz sentido ! – disse após uma pequena pausa – O que se passa é o seguinte:  a Alexandra e eu somos amigas há muitos anos e ela desde há alguns meses que tem escondido de toda a gente que anda ou andava com um homem casado, colega do trabalho do pai. A mulher dele descobriu e ela está em pânico,

-Até aqui parece-me ser apenas um problema dela!

-Sim é!  Mas entretanto voltou a correr para o ex namorado e não lhe contou nada sobre este assunto e ele ligou-me muito feliz a partilhar a noticia da reconciliação. Somos amigos e não gostei de omitir a verdade. Depois  a mãe dela ligou-me preocupada porque ela se  tranca  no quarto, não fala com ninguém e quando sai desata a gritar e a reclamar com todos! A mãe disse-me que lidar com ela esta a ser um inferno!

-E o que disseste à mãe da Alexandra?

-Que não sabia de nada!    Mas não me sinto bem com esta situação. É como se fosse obrigada a ser cúmplice dela e validar a sua versão ao mesmo tempo sinto-me desiludida , desapontada com a falta de transparência e honestidade  que ela está a ter, com as pessoas que gostam dela. Perguntei-lhe se vai contar aos pais e ela disse que nem pensar nisso. Perguntei se ia contar ao namorado e disse-me que ele não tinha nada com isso! Está a manipular toda a gente para que ninguém desconfie do verdadeiro motivo da sua inquietação e reconciliação!

Mas o que te incomoda mesmo ? É ela ter se envolvido com um homem casado ?

-Não concordo com esse envolvimento  mas reconheço, é um problema só dela. O que me  incomoda bastante é o jogo que está a fazer com toda a gente  à sua volta para descarregar a raiva e esconder-se dos seus actos e eu estar a ser a validação da sua história. E fico triste comigo, confesso que gostava que o namorado descobrisse as razões porque ela foi a correr para ele e que a mãe soubesse o que se passa… É confuso, estou confusa… parece que estou a viver o problema dela como se tivesse eu alguma responsabilidade sobre as suas decisões e ela tivesse de fazer as coisas como acho, por outro lado  obriga-me a mentir, omitir, a esconder a verdade e a abdicar dos meus princípios, para a proteger!

-E o que lhe disseste sobre esta questão ?

_Já lhe disse que ela deveria falar a verdade, que mais dia menos dia todos vão saber e não vai ser bom para ela!

-E ela ?

-Ela respondeu-me que só vão saber se eu contar!

-E tu vais contar ?

-Não, claro que não!  Mas é essa cumplicidade que me deixa enraivecida,  gostava que as pessoas soubessem, viver escondido é assustador!

-Não gostas de segredos ?

-É isso mesmo EU NAO GOSTO DE SEGREDOS! os segredos são destruidores da confiança e da liberdade…

TRANSMUTAR EMOÇÔES é possível

20190317_202610.jpg

Estes sentimentos antagónicos acontecem muitas vezes nas relações e é muito comum misturarmos os nossos valores com os valores dos nossos amigos, querer resolver à nossa maneira,  como se o problema nos pertencesse e necessitássemos que alguém fizesse acontecer a verdade, ou aquilo que achamos correcto.  A Patricia sentia-se parte do enredo da  Alexandra, sem que tivesse nada a ver com isso, por um lado protegia por outro queria desmascará-la.

E então propus-lhe o seguinte:

Num local silencioso, onde não sejas incomodada por ninguém faz o seguinte exercício:

Coloca duas cadeiras frente a frente.

Uma cadeira representa-te a ti e a outra representa a Alexandra.

Senta-te de frente para a Cadeira que representa a Alexandra, respira fundo e diz-lhe:

  • Eu já percebi o teu jogo e não gosto do que vejo.
  • Eu não gosto de viver com segredos
  • Eu não gosto de mentir
  • Eu já percebi que tu estás a usar o teu ex namorado
  • Eu já percebi que tu estás a esconder tudo da tua mãe e da tua família para que ninguém te chame a atenção.
  • É o teu caminho, são as tuas escolhas só tu tens de viver com elas!
  • Eu não me revejo nessa forma de estar, gosto da verdade e da transparência. Para mim é muito importante a “confiança” em todos os meus relacionamentos.
  • Não te critico pelas tuas escolhas, mas não posso ser tua cúmplice por isso quero que saibas que a partir não vou mentir por ti.
  • Não vou abdicar das minhas crenças, da minha essência e dos meus valores  para te proteger.
  • Amo-te muito mas amo mais a minha verdade
  • A partir de hoje eu escolho viver esta amizade numa consciência maior de quem tu és e dos caminhos que não quero seguir ao teu lado!

Repete as frases que te fizerem mais sentido. Distancia-te do problema da Alexandra e aproxima-te da tua verdade.

Cada um de nós colhe os frutos das sementes que semeia. Só podemos plantar sementes no nosso jardim… Somos responsáveis apenas pelo que semeamos na nossa vida.

Por ultimo propus à Patricia ler o seguinte texto todas as noites durante sete dias:

Querida Alexandra

Sinto muito pela raiva que estou a sentir por ti, perdoa-me por não conseguir deixar de a sentir, sou-te muito grata por me permitires conhecer-me e observar-me através das tuas escolhas, amo-te muito e espero que retires desta experiência o melhor para a tua evolução pessoal! Sou grata por me teres permitido descobrir o quanto a verdade é importante para mim. Sou te grata,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s