Qual a frase da tua Vida????

Placeholder Image

Qual a frase da tua Vida ?

Perguntei a um grupo de jovens adultos que procurassem,   a frase que para já lhes faz mais sentido, como linha de pensamento!

Como resposta a este exercício questionaram-me.

-E a sua qual é ?

-“Diz me com quem andas e dir-te ei quem és !” – Respondi

-Pode explicar- nos , isso parece um pouco limitador! – na sala instalou-se um burburinho.

-Nem sempre a frase da nossa vida nos dá as direções a tomar. No meu caso a frase “diz-me com quem andas e dir-te ei quem és” caiu-me tão mal que a desafiei!

-Como assim ?

As minhas questões de imediato foram as seguintes:

-Se eu andar e só me relacionar com os iguais a mim ( status, classe social, educação etc etc) como poderei conhecer outras realidades ?

-Se eu obedecer a esse principio, ficarei à disposição dos olhares julgadores da sociedade, por isso viverei dependente da sua aprovação ou não!

-Quantas oportunidades de aprendizagem perderei se apensas me relacionar com os que conheço ?

-Que personalidade e caracter será o meu se eu ao me relacionar com os diferentes deixar de ser quem sou ?

-Se eu me mantiver sempre fiel aos meus valores,  poderei  melhorar em mim através do relacionamento com diferentes, partindo do principio que os meus iguais não são os perfeitos da sociedade!

-Se eu algum dia for atrás de valores e princípios menos correctos, isso só acontecerá se me fizer sentido, ou seja porque tenho no meu interior um chamado para isso.

Esta frase desafiou-me e muito cedo comecei a desafiar os olhares julgadores e reprovadores da sociedade :

-Recusei o Status familiar! Comecei a vestir roupa que comprava na feira, contra a vontade da minha mãe que adorava a roupa de qualidade (Burberrys, Levis , Spencer and Jones, Chevignon)!

-Não entrei no colégio religioso privado , quis ficar na Publica até ao final do ensino.

-Integrei uma associação Juvenil que não era de esquerda nem de direita… Eram jovens artistas em busca de actividade cultural.

-A partir dos 15 anos acompanhava uma amiga da família em espectaculos de bandas nacionais. Ali era tudo bem diferente do que ouvia falar em casa. Muita droga muito álcool.  Desde sempre olhei para as escolhas deles com aceitação mas sabendo muito bem que não o queria para mim… Foi uma aprendizagem riquíssima, certamente algumas pessoas me julgaram como drogada, embora nunca tenha consumido qualquer tipo de droga!

-Aos 17 anos, contra a vontade dos pais,  fui trabalhar para uma empresa de formação de Audio e Video. Vi uma empresa ir à falência. Aprendi tanto sobre o ser humano… eu também fali nesse verão, pois não me pagaram ! Sim de facto se me ficavam a dever eu também ficaria em divida para com os meus compromissos … aqui a frase até fazia algum sentido LOL

-Aos 19 anos juntei-me com um jovem 3 anos mais velho, o mais diferente possível do meu Status, pais humildes sem formação académica, gente séria e trabalhadora. Este  meu marido, era mesmo diferente, além de musico sem profissão certa e garantida era invisual, com uma cultura impar com ele aprendi a olhar para o mundo com outros olhos… Ainda bem que me juntei ao diferente, saí mais forte

Ao longo da vida fui percebendo que vamos sendo tantas coisas , vamos experienciando e não existe frase mais absurda e limitadora do que esta “Diz-me com quem andas e dir-te ei quem és!”. Apenas serve para nos fechar num mundo de medos e limitações. Se eu souber quem sou , se me trabalhar, se me observar conseguirei tirar o melhor de cada um que passa por mim e dar também o meu melhor.

Quem seria eu se fosse todos aqueles que já acompanhei : 

Filha de uma professora primaria e de um empresário de sucesso, a terceira de sete filhas, um pouco classe media alta, um pouco classe media, um pouco classe baixa, trabalhadora estudante, trabalhadora, monitora, tecnica media, licenciada, pós graduada, tecnica superior, chefe, produtora, empresaria, uns tempos saloia de sintra, simples portuguesa, cabo-verdiana, trabalhadora de bairro social,  menina do Estoril e um pouco do Restelo, um pouco aluna, um pouco professora, um pouco drogada, um pouco terapeuta, um pouco louca, um pouco ajuizada, um pouco bebeda, um pouco vegan, um pouco demente, um pouco suicida, um pouco depressiva, um pouco humorista, um pouco artista, um pouco sacana, um pouco espiritual, um pouco corrupta, um pouco filosofa, um pouco sedutora, um pouco tímida, um pouco atrevida, um pouco escultora, um pouco desonesta, um pouco calma, um pouco ansiosa, um pouco escritora, um pouco filha e mãe, um pouco traída e um pouco traidora, um pouco budista, um pouco ateu,  um pouco maçom,  um pouco produtora, um pouco tecnica… UFFFF  Já acompanhei com tantas pessoas, com tantas personalidades e escolhas de vida como a lista que …

IMG_2454

Quem sou ?

O meu nome é Ana Teresa, sou um mulher que faz o seu melhor, sem julgar , sem comparar e aceitando cada um como é… Não tenho medo que me vejam seja com quem for, porque eu sei muito bem quem SOU…

Nunca acompanharei ninguém para SER

Nunca acompanharei ninguém Para PARECER

Nem nunca acompanharei com ninguém para NÃO SER… QUEM SOU!

Sou grata á vida, à minha identidade e a todos aqueles que me Acolheram nas suas vidas mesmo eu Não Sendo um Deles!

Grata grata grata.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s