Morrer é Perder?!!…

images

Recebi a noticia da morte de uma mulher que acompanhei durante alguns meses.

A Carla Mónica, há cerca de um ano e meio, enviou mensagem, precisava de companhia na busca de respostas para vida, que lhe estava a fugir das mãos.

A Carla Mónica foi uma guerreira sem medo da morte,  ambicionava vencer a doença, por adorar a vida,   no entanto, sabia que o seu corpo fisico estava demasiado frágil.

Com o desenrolar das sessões,  olhar para o seu sistema, observar o rumo da vida e as escolhas feitas, tornou-se prioridade. Assumiu a responsabilidade dos seus actos, mas queria saber mais … e foi isso que fizemos, durante alguns meses e enquanto a doença nos permitiu fomos viajando pela vida: abraçamos o pai e a mãe,  o ex- marido, e o filho que não singrou… Ainda libertamos o sonho de ser mãe, consumado pela doença…

Desenhámos, escutámos,  experimentamos novas técnicas e também tomamos café juntas… a Carla sabia que poderia sempre pedir para cancelar a sessão ou estender a minha presença… e também sabia que a qualquer momento poderia parar as sessões, dando lugar a outras técnicas  que lhe dessem novo fôlego, entre nós esteve sempre tudo certo, o importante era encontrar sentido, não havia tempo a perder.

Com o corpo cada dia mais cansado…  parámos as sessões, a Carla procurou ambientes naturais mais puros, fortalecer o corpo fisico tornou-se prioritário.  Permanecemos em contacto.

Em 5 novembro passado, escreveu-me a dizer que a doença tinha alastrado (já sabíamos !) e quinze dias depois a Carla partiu… Vencedora.

QbVMOWeg

A inteligência e sabedoria emocional da Carla levou-a a pedir ajuda para arrumar muito do lixo emocional, provocado na passagem por esta vida. Partiu com muitos assuntos arrumados e   eu Sei que a Carla um dia quando voltar a este plano vem mais leve, pronta para uma nova experiência. Talvez para fazer apenas, o doutoramento em saber viver.

Continuo por cá como aprendiz … E graças a pessoas como a Carla Monica hoje sei que morrer não é perder… enquanto a morte chega e não chega aproveitemos a oportunidade da vida,  para ir limpando o lixo emocional acumulado,  aceitar as nossas escolhas, integrar as aprendizagens e agradecer esta oportunidade de experiênciar a VIDA.

Hoje excepcionalmente uso o nome real da pessoa de quem falo, porque é importante dizer o nome  desta mulher que venceu a morte …manifestando-lhe assim, a minha grata e humilde homenagem.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s