Nossa consciência é o nosso combustível !

 

Sem combustível o nosso carro não anda… temos de atestar o deposito!

Mas se faltar o gasóleo para o nosso carro, também vai faltar para o da vizinha que vai todos os dias ao tratamento, para a que trabalha no hospital, para o vizinho que é policia,  para o médico que vive aqui em frente, e para o senhor que trabalha na recolha de lixo … e na condução de ambulâncias…  pode haver combustível para as viaturas , mas e as pessoas ?  com que combustível vão viver no meio deste receio de carência ?  Como serão os movimentos comportamentais, que tipo de emoções podem ser despertas ?!

Adultos sem restrições alimentares podem comer qualquer coisa, mas  e os bebés que bebem leites específicos ? ou aquelas pessoas que dependem de alimentos específicos para sobreviver ? ou  medicamentos diários de curta validade ? Os idosos que com necessidade de assistência ? E as pessoas que não tem dinheiro para encher o deposito de gasóleo e compram dia a dia por não ter disponível valor para atestar a despensa,   como vão sentir  ?

É possível concordar que é preciso rever as condições de trabalho dos motoristas de matérias perigosas, mas para isso será necessário criar ansiedade, medo e desconforto numa sociedade inteira ? Usar o poder que tem nas mãos, prejudicando tantas pessoas, pela luta das condições de trabalho, com os seus patrões,  valerá colocar em alerta tantas pessoas ? Será este um bom principio ? Haverá nesta luta uma responsabilidade colectiva ?  Poderemos cooperar até um certo limite, mas o bom senso colectivo precisa emergir!

Por outro lado quando a falta de petróleo compromete a vida e o equilíbrio de todos é preciso repensar sobre como e o que temos andado a fazer, para tamanha  vulnerabilidade a uma substancia!

Também eu nunca tinha percebido que estamos nas mãos de um combustível, que a nossa sobrevivência e ordem social e cultural  está nas mãos de um combustível ! Se imaginarmos um cenário de greve de 3 semanas , a confusão deverá instalar-se.

Acho que ninguém sabe como isto aconteceu,  o tempo foi ditando uma adição ao combustível e tudo foi projectado com base nele.  Cada um com as suas necessidades, habituou-se a querer e ter, precisando ou não, consumir aqui e agora, a ultimas gerações não sabem  viver/sobreviver de outra maneira.

Não adquirindo com a rapidez habitual, que comportamentos irão surgir, ditados pela impaciência e pela ansiedade ?

É preciso que cada um perceba a sua dependência e se observe, consciente dos efeitos que esta greve tem no seu estar emocional. É a nossa “consciência” e lucidez, que nos poderá permitir moderar comportamentos e relativizar os efeitos desta crise… é afinal o nosso melhor combustível!

E além das políticas necessárias de combate à greve que se ocupam das questões logísticas é preciso projectar medidas de acção e protecção social.

Permitindo que esta greve nos desperte para uma nova consciência “aprender a olhar para o LADO”, a não limitarmos a nossa acção à nossa casa, a assumir a nossa quota parte de responsabilidade,à semelhança do que tem acontecido com as ajudas a incêndios e afins, mas desta vez num papel activo PRESENTE de cuidado social e emocional:

-Encher o meu deposito partindo do principio que estará ao meu serviço e do outro.

-Comprar só o que preciso para a minha família e armazenar a pensar também em mais alguém

-Cada um no seu raio de acção ou na sua rede de contactos, combinar encomendas para optimizar entregas, tentar identificar os que precisam de algo, dando assim grande utilidade às redes sociais.

 

Quanto aos nossos governantes que comecem a pensar !

Em olhar para o nosso país e apoiar a curto prazo,  novas políticas energéticas, que nos permitam ser auto-suficientes, utilizar todos os grandes recursos naturais  disponíveis,  largar de uma vez por todas, os interesses que apenas visam lucro e poder, em prol de uma sociedade mais consciente e auto suficiente.

Unknown-4

Todos nós precisamos aprender a, olhar para o lado , olhar para o vizinho, para o filho do vizinho como se fosse o nosso e se isto avançar que cada um use o maior combustível que temos nas nossas vidas : A CONSCIÊNCIA INDIVIDUAL que CRIA a grande CONSCIÊNCIA  COLECTIVA e através dela saber que temos um propósito maior, pouco me importa ter o depósito cheio, se o filho do meu vizinho precisa de um transporte para ir fazer um tratamento e o pai não tem combustível  para o transportar…   Que esta greve sirva para nos tornarmos maiores e melhores pessoas, não estamos numa guerra, estamos apenas perante uma greve, talvez uma oportunidade para experimentar olhar para o lado e tomar em braços a nossa parte de pela ordem  e bem estar social !

Um comentário em “Nossa consciência é o nosso combustível !

  1. EXCELENTE observação e reflexão (aliás, como nos vens habituando!!!).
    Eu atestei no sábado mas disponibilizo o meu carro se for necessário à sociedade!!! GRATA! Bem hajas por NOS sensibilizares e consciencializares!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s