Rede Social vs Responsabilidade Social

Depois fomos passear de veleiro, almoçamos num dos melhores restaurantes da região, e dormimos num hotel de cinco estrelas… pela manhã fizemos uma massagem e de seguida fomos para a piscina do hotel , às onze horas da manhã serviram-nos um cocktail de camarão e …”

Este foi o relato da Mariana, cantora de profissão, casada com um empresário de higienização que devido à pandemia viu a sua vida prosperar financeiramente.

A Mariana não precisa de contar esta historia, ela está visível a todos os seguidores das suas redes sociais, maioritariamente musicos, tecnicos, artistas e fãs. Todos tem livre acesso á sua vida , através dos seus feed e stories do instagram e facebook…

A realidade da Mariana contrasta com a realidade actual dos colegas do sector artisitico “a nivel mundial”. Enquanto ela ostenta a sua vida nas redes sociais, grupos de ajuda distribuem alimentos a todos os que na classe perderam a sua fonte de rendimento, devido ao cancelamento de milhares de espectaculos. Familias inteiras correm sérios riscos de insolvência , grupos de empresarios tentam arranjar soluções para salvar as empresas, encontrar novos modelos de negocio e manter algum rendimento a funcionários!

Questionei a Mariana sobre o que achava desta questão sendo ela uma pessoa do meio…

respondeu : ” Pois é as coisas estão mesmo mal para o pessoal, tenho visto isso!”

Esta resposta revelou que a Mariana está por dentro das dificuldades do seu sector. E no seguimento disto, perguntei-lhe quem eram os seus seguidores:

-São os meus colegas de trabalho, os tecnicos, os musicos e claro os meus fãs!

-A Mariana, trouxe o assunto da inveja, um colega chamou-lhe inconsciente pelo que anda a postar, foi isso ?

-Sim sim , é só inveja!

– Obviamente que cada um de nós faz a vida como entende. Dentro das nossas casas e do nosso espaço, ninguem tem nada a ver com o que fazemos, nem como !

-Claro eu faço as coisas que quero! – interrompeu prontamente- !

-Na sua vida, claro que sim. Numa rede social temos uma reponsabildiade diferente… como o próprio nome indica , temos uma RESPONSABILIDADE SOCIAL … esta é uma consciência que TODOS devemos começar a ter. Alguem que aspira um contacto com diversas pessoas ao mesmo tempo, deve ter uma atenção redobrada às necessidades de quem nos segue, e acima de tudo nunca perder a noção das motivações pelas quais nos seguem. A rede social é dessa interacçao que vive… Se a seguiram até hoje devido à sua carreira, por se identificarem com o seu trabalho e com a sua linguagem, se muda a linguagem é muito natural que a interação sofra consequencias, talvez por isso , quanto ao seu colega, talvez não seja inveja, talvez se sinta defraudado nas expectativas com que a seguia, desenquadrado na sua rede, e indignado pela insensibilidade ao momento actual!

Deixando me de paninhos quentes, porque às vezes tem de ser assim. O caso da Mariana não é um caso isolado. Muitas pessoas, anónimos e figuras publicas, usam as redes sociais para passarem a imagem da familia, casa, corpo e trabalho perfeito. Partilham ostensivamente, os seus momentos diários com as redes socais, sem que isso acrescente nada de positivo na vida dos seus seguidores, fazem no apenas para o seu EGO. Talvez até aqui esse comportamento tenha feito algum sentido. No panorama actual e no momento mundial que atravessamos, é gritante a inconsciência desta acção e revela um completo adormecimento, irresponsabilidade e desrespeito, sobre a realidade social e os sentimentos produzidos no outro.

-Mas ele tambem me criticou por ter tirado fotos dentro de um Ferrari- contnuou- fui dar uma volta de Ferrari para promover o serviço de aluguer de um amigo meu!!! Disse que eu era uma vendedora ambulante!

Artistas vendedores ambulantes é uma definição que nunca tinha escutado, mas segundo a Mariana o colega sugeriu que a Mariana assim como algumas figuras publicas, actores, actrizes, humoristas vivem numa dimensão ridícula, a usar as sua imagem e o fãs que a seguem pela sua arte, para impingir aos seguidores todo o tipo de produtos.

Não deixa de ser verdade, nesta nova dimensão pede-se nova consciencia. É importante que figuram usem a sua influencia, para partilhar coisas que interessem ao TODO, deixem as publicidades para as TV’s, parem de vender tudo e mais alguma coisa, tentando influenciar aqueles, que pouco podem comprar! De uma forma muito pratica um artista que usa a admiração que conquistou através da arte, na sua rede social, para impingir produtos que nada tem a ver com a sua profissão e arte… é esquisito!

Quanto às Partilhas ostentadas

Ter responsabildiade social numa rede social é ter consciência de que tudo aquilo que partilho impacta nos outros emoçoes e sentimentos.

-Á esperada pergunta , ” Mas é por deixar de fazer, que algo vai mudar?

A resposta : não deixem de fazer a via que querem, mas deixem de PARTILHAR , a não ser que as partilhas acrescentem algo. Se for só para inflamar o EGO e ostentar, escolham 2 ou 3 amigos e partilhem com eles.

Uma das coisas que poderia mudar com esta pandemia é precisamente a forma como se usam as redes sociais- Aquilo que partilhamos revela muito sobre a forma como vemos os outros e como os respeitamos

Quanto à questão que a Mariana trouxe: Uma pessoa do meio artístico, partilhar ostentação perante uma comunidade artistica que está a nadar para não se afogar e perante uma sociedade em colapso é de um enorme egoismo e desrespeito , talvez inconsciente mas não deixa de ser, ora vejamos uma declaraçao da ONU desta semana :

“A covid-19 é potencialmente catastrófica para milhões que já estão no limite. É um golpe para muitos outros milhões que apenas se podem alimentar se ganharem um ordenado. Restrições e a recessão económica global já dizimaram as suas poupanças. Apenas é necessário mais um choque — como a covid-19 — para os empurrar para o precipício. Temos de agir colectivamente para mitigar o impacto global desta catástrofe”, afirmou Arif Husain, responsável pela área económica desta entidade da ONU.”

NÃO ESTAMOS ISOLADOS , mais que nunca temos essa consciencia. O que está a acontecer é no mundo … nao é na nossa rua!

Como fazer para nos tornarmos Responsaveis. Como re-educar a comunicação em rede?

-Responsabilidade Social vs Rede Social é observar a minha rede, saber quem sao os meus seguidores, e em respeito à realidade social ter atençao ao que partilho e a cada post que faço, perguntar :

  • O que estou a querer mostrar com isto ?
  • Qual a utilidade desta informaçao para o outro ?
  • Qual o propósito desta informaçao ?

Este é um dos principios para a construçao de redes sociais responsaveis, conscientes e construtivas para o todo. Enquanto existir ostentação existe inferioridade, enquanto existir intenção de manifestar superioridade vão existir pessoas que tem vergonha da sua vulnerabilidade e consequentemente não vão pedir AJUDA…

Este Texto foi motivado por este post que vi ontem numa rede social , logo após a minha sessão com a Mariana.

Somos todos responsáveis pelo Todo… Precisamos ser mais amorosos nas nossas REDES.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s