Poder… um Presente Envenenado

Uma sessão de Orientação, pode ser apenas uma conversa que precisamos de ter com alguem que não nos conhece, sobre um assunto que nos inquieta. Por não nos conhecer, a orientadora poderá apresentar novas visões, sobre o assunto que levamos e obviamente ajudar-nos através desses novos enquadramentos, a encontrar uma nova visão.

Para escutar um cliente precisamos de humildade, um cliente para escutar precisa tambem de vir munido com humildade.

Sem humildade tentaremos manipular o outro… sem humildade o cliente procura manipular o orientador e ter alguém que confirme o diagnostico que traz.

Cliente- Eu sou uma guerreira, uma lutadora, tenho uma enorme capacidade de decisão e vou atrás da minha intuição. Eu nunca me enganei, a minha intuição nunca me traiu. não consigo perceber como é que as pessoas podem ser tão más a avaliar a minhas escolhas e decisões.

Terapeuta: Qual é mesmo a sua questão e que orientação procura ?

Cliente- Bem não é bem uma orientação porque eu isso sei muito bem o que quero. Mas porque é que as pessoas são más ?

Tearapeuta: Refere-se a que pessoas ?

Cliente: As pessoas que me vêem vencer, são más. O mundo está cheio de inveja e de gente mesquinha.

Terapeuta: Se já sabe que o problema está do lado delas, pode deixar simplesmente de lhes dar importancia. Ou sente que para ser quem é, precisa delas ?

Cliente: Bem, nós precisamos uns dos outros! Se os clientes não gostarem de mim, o meu negocio fica mais fraco e eu perco poder e obviamente eu não quero isso !

Terapeuta: Entao o que quer exactamente, as pessoas ou o poder que elas lhe dão, está a olhar para o seu cliente ou apenas para o lucro/poder ?

Sempre que o empreendedor perde o foco no que é essencial o negocio começa a fraquejar. O grande problema de grandes empresas, de grandes artistas e figuras de proa é quando a arrogancia e a prepotencia começa a tornar nublado o caminho inicial. Mesmo que caminho inicial tenha sido construido com um enorme “amor” ao cliente/publico, e levado a empresa/figura ao topo, se esse Ingrediente for esquecido a meio do caminho, o caminho inverso começará a ser feito.

Quem nunca se esquece do AMOR, não se preocupa com tão alto está, por isso também nunca tem uma queda colossal.

Somos seres errantes, o AMOR dá-nos lucidez

A arrogancia cega-nos… mal daquele que não percebe que está cego e confia numa intuição que também já cegou sem avisar!

O personagem desta foto, é um sátira àqueles momentos da vida em que se sabe sempre tudo, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, …. retrata muito bem… quando se salta do papel de vitima para o de poderoso em duas frases… creio que enquanto estiver neste registo, nunca irá precisar e uma sessão de Orientação Sistemica!

http://www.orientacaosistemica.pt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s