Vinte Anos Num Minuto

Somos os melhores empresarios, profissionais, homens e mulheres… mas o melhor de nós é a vida que parte de nós!

Em 2000 fiquei gávida sem querer… Divorciada e com um diagnóstico de infertilidade do casamento anterior, assim que comecei um namoro com um jovem 4 anos mais novo… Engravidei…

Lembro me como se fosse hoje do dia que fiz o teste de gravidez …. incredula com o resultado , andava de um lado para o outro sem saber muito bem o que aquilo queria dizer… fiz o teste não porque tivesse algum sintoma… mas porque sonhei com o “Tomás”…Achei que eram coisas da minha cabeça, mas ainda sim fui à Farmácia.

O meu jovem namorado, coitado foi apanhado na Curva, assim como eu… Tinha outros projectos para a vida dele… para mim este novo projecto que acabava de me acontecer era para avançar… Não pensei duas vezes… nem nunca me passou pela cabeça outra coisa que não avançar… embora não Tivesse nada mais que uns tarecos e uma casa alugada estava RICA… a presença desta VIDA dentro de mim, tinha enriquecido os meus dias…

Em 2000 era produtora na NBP/ FEALMAR e os meus colegas de Produção do “Bairro da Fonte” estiveram grávidos comigo… Uma mãe solteira bem disposta, feliz e milionária com o grande tesouro que carregava dentro…

Todos os dias, na quinta onde trabalhava, os estudios de gravação da novela que acompanhou a minha gravidez, levava o meu tesouro a meditar para a zona mais alta e mais verde, falava com ele e descrevia-lhe o mundo que os meus olhos viam…dizia-lhe que dele nada mais queria do que se tornasse um homem digno do mundo e da vida, que olhasse para os outros com amor, que fizesse sempre para ser melhor pessoa…e que não fazia mal nenhum falhar…que nem sempre as coisas são como desejamos e que ás vezes não sabemos o que desejar…que não julgasse nunca o pai por não estar presente, porque a escolha tinha sido unilateral … e se o pai não estava presente nessa fase do processo, talvez fosse melhor assim…

Pensei em escrever um livro sobre o quanto especial era ser mãe e a magia de criar vida dentro de mim… mas rapidamente percebi que quase todas as mulheres sentem assim… quando ele nasceu achei que o meu filho era o melhor do mundo, mas custava-me que outras mães escutassem tamanha injustiça perante os seus…

O meu bebe e eu tinhamos uma história só nossa, como todas as outras mães … por isso uma das coisas sobre que mais falámos, foi sobre o respeito por os outros bébes, as outras mães, os outros pais … que são todos igualmente especiais … que são todos parte, muito importante no mundo…

Assim que nasceu, uns meses depois o pai sentiu que estava na hora de decidir ser pai… Eu e o Tomas conversámos muito, conversas que não se tem com bébés… mas nós tivemos!

O Tomás percebeu que as pessoas tem timings diferentes… nunca o julgou, nunca lhe apontou o dedo… ama-o profundamente … afinal este era o pai certo, meigo, amigo, um exemplo de bom homem… afinal que mais se pode querer de um pai, senão o NOSSO PAI… A partir dos dez meses do Tomás até hoje, estivemos sempre juntos…

O Meu Tomás fez-se miudo, conquistou muitos amigos, quis sempre olhar pelos outros, não permitiu nunca ver ninguem ser maltratado… foi um exemplo… No dia que uma professora me chamou a atenção sobre a sua distração numa sala de aula, fiquei feliz , “afinal o meu Tomás tambem tinha direito a ser chamado a atençao” A professora inicialmente mostrou-se surpreendida mas acabou por concordar que os miudos às vezes tem mesmo de ser “miúdos”…

Nunca duvidei do que me dizia sobre o panorama escolar, porque sabia da sua assertividade… Sempre que criticava um colega convidava-o a olhar-se nesse espelho…

Sobre os desafios académicos, fez ao seu ritmo e ao seu tempo… entre crescimento pessoal e namoros… repetiu exames, repetiu matérias e nunca houve mal nenhum nisso … Em Setembro quando fui com ele, fazer a Inscrição no ISPA no Mestrado Integrado de Psicologia o meu peito soluçava de alegria… tive de colocar os óculos escuros, os mesmos que colocava em todas as festas do colégio, quando o via representar o mais secundário dos papéis e sentia, uma emoção enorme por ele ser parte do MUNDO…

O Meu Tomás faz Amanhã 20 anos e eu sou uma mulher RICA

Hoje 16 de abril, como há 20 anos, o tempo não passou… a esta hora ainda estou no hospital Amadora Sintra, o parto já foi induzido por volta das 11H da manhã e ele nascerá 24H depois…

Amanhã como há 20 anos o Tomás sairá a ferros pelas 11h16min, porque o “bebé estava distraído a olhar para o céu” .

Amanhá como há 20 anos o Tomás assim que sai de dentro de mim, será colocado em cima da minha barriga e quando num minuto a vida dele me passa pelos olhos eu digo em voz bem alta : “ Caramba, eu vou ter que te Casar! A minha vida nunca mais vai acontecer, SEM TI...”

E assim se passaram 20 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s