Os Amigos não se Zangam…Para Sempre

O meu pai teve um amigo desde os doze aos trinta e cinco anos..competiram juntos em rally, ganharam campeonatos de ping pong, trocaram namoradas, driblavam a pide contrabeando termometros e canetas para ganhar uns trocos, partilharam leite dos filhos quando em Portugal existiu racionamento… mas aos trinta e cinco anos zangaram-se… Quando o meu pai morreu perto dos sessenta e seis anos , marquei encontro com esse amigo, um homem de sessenta e poucos anos “parecia um menino a chorar, por ter perdido o seu melhor amigo”, o amigo que desde os trinta e cinco nunca mais procurou…mas percebi que o continuava a amar profundamente.

Entendo que nos zanguemos e que às vezes até percamos a paciência para os caprichos dos amigos, entendo que a vida nos transforme momentaneamente e que por vezes haja algum desencanto, até acho possivel que nos fartemos deles e que nos irritem, MOMENTANEAMENTE… mas não entendo a ruptura. Não existe a palavra “desamigar” … não é por acaso que o coração não tem essa Função…

Posso bloquer no facebook, não “Tagar” no instagram, ignorar mensagens e silenciar notificações mas DESAMIGAR no coração, NÃO...

Nunca tive medo de dizer aos meus amigos o que penso deles, certa ou errada e correndo o risco de ser pouco agradável, com muito amor sempre souberam o que penso e sempre os convidei a pensar comigo e eu sempre pensei com eles. Quando as relações de amizade se misturaram com a vida profissonal, gostei sempre de reunir de tempos a tempos para definir se a relaçao profissional se mantinha saudável, e ficou claro nesse acordo que em caso de algo não estar a correr bem, o contrato profissional nunca teria primazia sobre a amizade por muito rentável que fosse… talvez seja NAIF … Talvez o sindrome do Principezinho seja uma patologia do meu coração… Os AMIGOS SÃO PARA SEMPRE…

Não é bom um AMIGO desaparecer sem dizer nada… pode até desaparecer mas diga porque vai zangado… pode ser que o consiga ajudar a resolver essa zanga para não a levar no coração, mesmo que escolha ir embora… Caso contrário vai ficar com uma zanga por resolver… um coração com Zangas guardadas fica doente … não desejo a nenhum amigo que viva com zanga no coração…

Há uns dias dois amigos comuns zangaram-se, por WhatsApp. Tentei chama-los à razão, sei o quanto os dois se gostavam, sei que dão valor à amizade mas fiquei a saber que não sabem gerir conflitos… O whatsApp e as mensagens, o instagram e os TAGS são hoje em dia substitutos das palavras e uma das maiores ratoeiras para o relacionamento da Espécie humana… mas este será um assunto a desenvolver num outro texto.

O MEDO DO CONFLITO + IGNORANCIA EMOCIONAL = ANSIEDADE /ATAQUES PANICO

As formas como neste momento se acabam relacionamentos por SMS, mensagem de Voz e “sinalética” das redes sociais, demonstra bem que estamos a descartar a capacidade de desenvolver competências para a gestão de conflitos… E se não sabemos gerir conflitos com aqueles que chamamos de AMIGOS, corremos o risco de passar pela vida a tentar dribla-lo, em todas a áreas… com o tempo estas inquietações geram silenciosamente, tristeza, stress e ansiedade dentro de nós. Não são raras as pessoas que me procuram com ataques de panico e ansiedade gerados ao longo dos anos por fuga constante ao conflito, através de rupturas bruscas que deixaram muito por dizer.

Num congresso a que assisti na faculdade de Direito um Juiz dizia com enorme sabedoria que o CONFLITO era muito mal interpretado socialmente. Falava do conflito como OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO, pois só através dele podemos chegar à RESOLUÇÃO e verdadeira EVOLUÇÃO no relacionamento humano. É o medo e o conceito que temos sobre o CONFLITO , que nos faz ferver por dentro, enraivecer e perder o discernimento para encontrar a melhor forma de o abordar. A partir desse dia a palavra CONFLITO passou a ter um significado diferente para mim…

Tive amigos que deixaram de falar comigo e voltaram, outros nunca mais regressaram mas continuo a gostar deles. Já passei por “rupturas” familiares duradouras, que com o tempo regressaram ao normal. Nunca rompi com ninguém, nem fecho portas. Mas conheço bem o desconforto de um fim sem palavras…o caminho do impulso e da reacção silenciosa… o caminho MOMENTANEAMENTE mais fácil…É mais fácil calar e sair…vamos sempre pelo mais fácil…

Às vezes é preciso dar tempo ao outro e a nós para refletirmos… mas às vezes é preciso não o deixar ir embora… às vezes é preciso deixar fluir, outras é preciso travar logo o fluxo… Não há uma forma certa de fazer as coisas, mas os conceitos de CONFLITO podem sobrepor-se ao que realmente importa…

Mesmo que um amigo seja tolo… injusto… absurdo… eu sei que o que sai dele só bate no meu peito se eu quiser… e mesmo que me zangue… não faz mal… porque eu sei que NUNCA será para SEMPRE…

rr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s